Skip to content
Anúncios

Mascote a Bordo

segunda-feira, 21 abril, 2008 @ 12:03 am

Hélio e o louro da discórdia - Foto © Mara BlumerNão, não temos nenhum mascote a bordo do MaraCatu.

Eu até que tentei. Quando passamos pela Baía de Camamu, quase troquei uma bicicleta por um papagaio  com os filhos dos donos do Bar e Restaurante Deus me Ajude. O negocio só não foi fechado porque Mara descobriu que eu ia ensinar o Louro a gritar VAGABUNDA toda vez que ela entrasse na cabine. Prevaleceu o bom senso, mas se você for à cidade de Camamu não deixe de comer um catado de aratu – só a carne de um caranguejinho vermelho – no Deus me Ajude, que fica numa esquina da praça do antigo mercado.

A única experiência que tivemos com um animal a bordo foi quando ajudamos a trazer um catamarã de Miame para Maceió. O comandante Walter queria vir batendo Dingue no comando - Foto © Hélio Vianano contravento pelo Caribe, mas ao ser apresentado ao Visual Passage Planner se decidiu por fazer o caminho “certo” (ou mais fácil, com correntes e ventos a favor), cruzando o Atlântico Norte até perto dos Açores para só então descer para o Brasil. Foram quase 6300 milhas em 39 dias, com uma breve parada de umas 32 horas em Cabo Verde para reabastecer de diesel e cerveja.

Nessa travessia tínhamos como tripulante uma fábrica de pêlos dourados que atendia pelo nome de Dingue. Um cocker spaniel baiano que cresceu a bordo e já tinha mais milhas navegadas do que muito capitão de varanda de clube.

Mara e Dingue na proa do Galileo - Foto © HélioViana Dingue fazia suas necessidades na rede de proa do Galileo. Antes de cruzarmos o Equador, pegamos vários dias de vento na cara e isso foi um problema para o mascote de bordo, já que seu banheiro mais parecia um chafariz. Pois não é que o danadinho coçava minha perna quando estava apertado? Era um barato ver ele sair lépido par fazer seu cocôzinho quando eu arribava uns 30 graus. Depois ele sentava e me encarava como quem diz: OK, pode voltar para o rumo. Ele só não deve ter gostado quando, uma única vez, no fim do serviço eu dei uma orçada e ele não precisou se preocupar em usar a ducha para limpar o rabo.

Anúncios
No comments yet

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: