Skip to content
Anúncios

A primeira Regata Travessia

segunda-feira, 19 maio, 2008 @ 12:07 am

Largada da Travessia Noromha-João Pessoa - Foto © Hélio Viana

Foi uma surpresa encontrar Bernardo, o comodoro do Iate Cube da Paraíba, na Semana de Vela de Ilhabela de 2005 promovendo a Travessia Noronha-João Pessoa. Cabra da peste empolgado, e envolvente, o conterrâneo Bernardo logo nos convenceu que esta regata seria um marco na história da vela da Paraíba.

Ele estava certo. Dos trocentos eventos que já participamos, este foi o mais bem organizado. O segredo? Uma atenção especial para a razão de ser da regata: o velejador, afinal barco não anda sozinho. Além, claro, da dedicação dos voluntários. O voluntariado resolve no improviso o que parece não ter solução, tanto que copiamos a fórmula quando organizamos, para a ABVC, o IV Encontro Nacional na Marina Bracuhy.

Já na ilha de Fernando de Noronha foi montada a Casa da Paraíba. Era nossa embaixada, o ponto de  encontro dos velejadores, onde se podia dançar forró regado com cachaça Serra Preta e muito Capilé e Hélio, o tocador de triângulo - Foto © Mara Blumerqueijo de coalho, onde sempre tinha um bugue para translado para o porto e até um guia para as trilhas em volta da ilha. A festa antes da largada foi no Espaço Cultural Air France com direito a um suculento churrasco de bode, aonde gastei um triângulo acompanhando Capilé e sua banda e um par de Havaianas dançando forró.

A linha de chegada foi no rio Paraíba, antes do porto de Cabedelo. Estávamos no catamarã Kaka-Maumau e por sorte a maré estava começando a vazar, assim só foi preciso fazer uns 12 bordos até cruzar a linha. Já noite, depois do apito (chegamos em segundo, depois do Pic-Nick) a comissão de regata pergunta se necessitamos de um guia para chegar ao clube e avisa, pasme, a latitude e longitude de nossa poita, onde já tinha um barco de apoio para sinalizar o lugar, ajudar a amarrar o barco e nos levar para terra.

As tripulações dos 52 barcos participantes se esbaldaram no café da manhã com cuscuz e canjica, massagem relaxante, passeio turístico, translado para o aeroporto e mais forró e cachaça.

Bernardo recebe o Romina desmastreado - Foto © Hélio Viana A festa de encerramento foi na Fortaleza de Santa Catarina. Pense numa festa de casamento de filha única de usineiro. Pois foi assim: iluminação especial nas muralhas da fortaleza, mesas cobertas com toalhas de linho branco, garçons atenciosos que não deixavam esvaziar o copo de uísque com água de coco, petiscos de entrada, show folclórico, um lauto jantar e uma enorme mesa com doces, sorteio de 2 motos (no ano seguinte foi um carro!) e para encerrar a festa uma boate para os mais animados.

Fomos mais uma vez surpreendidos. Depois da entrega de prêmios Bernardo nos chamou novamente ao palco e, numa homenagem a todos os voluntários que tanto se empenharam, nos ofereceu um troféu especial, uma comenda, pelo nosso apoio na divulgação. Foi assim que nos tornamos Comendadores da Travessia Noronha-João Pessoa.

Comodoro Bernardo, porque não repetir a dose? Você sabe, velejador é sedento de cachaça, de bons ventos e bons eventos.

Anúncios
14 Comentários leave one →
  1. segunda-feira, 19 maio, 2008 @ 10:26 pm 10:26 pm

    Olá Hélio!
    Sempre que posso dou uma passadinha por aquí…o MaracatuBlog é muito gostoso de se ler…com muitas histórias e causos, notícias, bom humor e fotos lindas.
    Vou com o Tinguá para a Semana de Vela de Ilhabela. Pretendo subir mais cedo e ir até Angra antes, já que me enrolei demais e acabei não subindo em final de abril ou maio como planejado. Com certeza vamos nos encontrar.
    Ah! Vou fazer uma boa parte do CCL2008 no Guga Buy com os Zanellas.
    Um grande abraço a você e a Mara do

    Beltrão.

    Curtir

  2. segunda-feira, 19 maio, 2008 @ 10:31 pm 10:31 pm

    Em tempo!
    Ia esquecendo de comentar as boas lembranças que este post da primeira Travessia Noronha-João Pessoa me trouxe.
    Também estava a bordo do Kaka-MauMau e reafirmo tudo que escrevestes. Foi demais!

    Beltrão.

    Curtir

  3. segunda-feira, 26 maio, 2008 @ 12:16 am 12:16 am

    Beltrão,

    Será um prazer te encontrar no Bracuhy ou em Ilhabela.
    Lançamos a campanha Por Mais Uma Travessia. Vai lá, dê seu voto. Vamos ver se conseguimos reeditar aquela festa.
    Bons ventos sempre,

    Curtir

  4. roque luiz permalink
    quinta-feira, 29 maio, 2008 @ 11:44 am 11:44 am

    OI MARA .
    ESTIVE RECENTEMENTE EM CABEDELO, E A CENA E LAMENTAVEL : O CLUB FOI LEILOADO, E PARECEU MEIO ABAMDONADO
    ABS ROQUE

    Curtir

  5. roque luiz permalink
    quinta-feira, 29 maio, 2008 @ 11:52 am 11:52 am

    OI MARA.
    MAIS ISSO Ñ IMPEDE Q OCORRA UMA NOVA REGATA , OUTRAS MARINAS PRÓXIMAS DO IATE, PODERIAM RECEBER OS COMPETIDORES, BASTA SE ORGANIZAR, CREIO Q DA MESMA FORMA RECEBERIAM OS BARCOS, O POVO NORDESTINO É MUITO RECEPTIVO.
    ABS
    ROQUE

    Curtir

  6. quinta-feira, 29 maio, 2008 @ 3:30 pm 3:30 pm

    Li o seu blog e achei muito interessante até porque adoro veleiro e trabalho em plataforma maritima.Estou me preparando para aposentar e talves seja essa a grande chance de entrar para o clube de velejadores.Bons ventos para todos.

    Curtir

  7. sábado, 31 maio, 2008 @ 12:04 pm 12:04 pm

    Gesson,

    Bem-vindo a bordo.

    Tenho a maior curiosidade de conhecer uma plataforma, sempre que navego pela bacia de Campos costumo ficar corujando no rádio VHF as conversas dos “moradores”.

    Dê uma chegadinha na página do MaraCatu em http://veleiro.net/maracatu/ onde tem fotos e relatos de nossa vida a bordo. Quem sabe se não serve de incentivo para a sua entrada no “clube de velejadores”?

    Bons ventos sempre,

    Curtir

  8. Bartira Andrade permalink
    sábado, 7 junho, 2008 @ 12:59 pm 12:59 pm

    Procura-se um comandante!!!
    Oi gente,moro em Recife e sempre que dá estou pelo Cabanga e nunca deixei de ver a largada da REFENO, meu sonho é ir em um barco na regata, esse ano me inscrevi pra bolsa de tripulantes, apesar de não ter experiencia em navegação posso ajudar em outras coisas, principalmente na cozinha e também com fotografia. O motivo de estar escrevendo pra vocês é que gostaria de entrar em contato com donos de barcos que possam me solicitar pra vaga de tripulante sem experiência, apesar de conhecer Noronha meu sonho mesmo é chegar naquele paraíso junto com o povo lindo da REFENO!!
    Se vocês puderem me colocar em contato com algué que possa me ajudar agradeço muito mesmo!!

    Curtir

  9. quinta-feira, 12 junho, 2008 @ 1:20 pm 1:20 pm

    Bartira,

    Como você mora em Recife fica fácil de conseguir vaga em barco necessitando de tripulante. Duas semanas antes da regata o Cabanga fica movimentado, é a hora de entrar em contato com os comandantes.

    Outra opção é comprar uma vaga em algum barco que esteja fazendo charter. Acesse o blog da Refeno ( http://refeno.com.br/blog/ ), do qual sou colaborador, que terá noticias sobre os charteiros. O Jan do veleiro Jamaluce (veja nota no blog) e o Mark ( http://www.aquabom.com.br ) alugam vaga, mas vão aparecer outros.

    Bons ventos sempre,

    Curtir

Trackbacks

  1. Campanha - Por Mais Uma Travessia « MaraCatu Weblog
  2. A turma do Cavalinho « MaraCatu Weblog
  3. Palestras do Costa Leste 2010 « MaraCatu Weblog
  4. Palestras do Costa Leste 2010 « Blog da TripNoronha
  5. A exceção pra confirmar a regra « MaraCatu blog

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: