Skip to content
Anúncios

A Doce Vida de quem Mora no Mar

domingo, 15 junho, 2008 @ 12:07 am

Capa da Revista Nautica - Edição 238A matéria de capa da Revista Náutica que está nas bancas, a de nº 238, intitulada “A Doce Vida de quem Mora no Mar”, é o mais completo levantamento feito por uma revista brasileira sobre a tribo dos que vivem boiando por este marzão afora.

E que capa! Uma belíssima foto de Ramsés, o mais novo dos três filhos de Cyça e Teclo do veleiro espanhol Yemanja Dos, recém acordado em uma das muitas travessias que a família, que há três anos mora a bordo, já fizeram.

Com o subtítulo de “as boas histórias de quem vive a bordo de um barco e optou por trocar a casa por um casco”, as 26 páginas da matéria, bem escrita pela editora Regina Hatakeyama, traz “o invejável dia-a-dia de quem desistiu de terra firme para ir morar a bordo, junto com a família”, além de um mapa dos cruzeiristas tupiniquins, mostrando aonde a turma está pelo mundo (“neste exato instante, pelo menos 14 famílias brasileiras estão se divertindo mundo afora com seus barcos”), mais uma radiografia da vida a bordo de 16 famílias que estão cruzeirando no Brasil e pelo mundo.

É de notar, também, um breve relato de nossa experiência na construção do MaraCatu junto com outras sete famílias, no que chamamos de Sindicato Ajuricaba, que em abril passado completou 20 anos. Os 8 barcos estão boiando, o primeiro saiu com quatro anos de trabalho, o último levou 10 anos para ficar pronto. Foi uma epopéia, tanto que no meio da construção o sindicato mudou de nome para “Ajuda que Acaba” e no fim para “Eu Juro que Acaba!”.

A revista, uma das edições da Náutica mais voltada para vela que já vi, traz também o Encontro da ABVC na Marina Bracuhy e uma entrevista com Cabinho, o projetista do MaraCatu.

Se eu fosse você sairia correndo para a banca mais próxima para, depois de ler a matéria, morrer de inveja da vidinha mais ou menos que essa turma leva.

Parabéns Regina, você pegou direitinho o espírito da coisa!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. José Américo permalink
    segunda-feira, 16 junho, 2008 @ 8:08 pm 8:08 pm

    Olá Hélio e Mara,

    Foi muito bom passar meu aniversário com vocês do Maracatu, com o Marçal e a Eneida do Rapunzel, com o Teclo e a Ciça do Iemanjá Dos, e com todos os outros companheiros de vocês em um típico churrasco gaúcho!
    Apesar de não ter nem saído da marina, Mariane e eu pudemos experimentar a “doce vida de quem mora no mar”. Foi uma experiência inesquecível estar com pessoas que se importam apenas com o que realmente é importante. Não sei descrever em palavras o que senti, mas com certeza vou levar esse sentimento por toda a vida.

    Um grande abraço, e espero vê-los em breve.

    Américo

    Curtir

  2. sexta-feira, 20 junho, 2008 @ 9:29 am 9:29 am

    Realmente essa foto do Ramses esta tudo de bom!!!!

    Curtir

  3. sábado, 21 junho, 2008 @ 12:15 pm 12:15 pm

    Américo e Mariane,

    Foi um prazer conhecê-los e comemorar seu aniversário junto com os cruzeiristas da Marina Bracuhy (se soubéssemos com antecedência, a festa teria sido ainda maior).

    Sabemos que a cobra d’água já mordeu vocês, agora é questão de tempo e ter calma na escolha do barco.

    Bem-vindos a comunidade dos que se importam com o que é importante. Temos certeza que logo-logo nos encontraremos por este marzão afora.

    Bons ventos sempre,

    Hélio e Mara

    Chris,

    Além da foto, a matéria também está tudo de bom! Quando você chegar em Recife eu te mostro.

    Bons ventos aí pela Itália,

    Hélio

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: