Skip to content
Anúncios

Aço inox – sabendo isolar não vai corroer

quarta-feira, 14 outubro, 2009 @ 12:07 am

Fita VHB da 3MAgora Reinaldo Giovannetti, o nosso Reynaldo Gianecchini do aço inox, vai mostrar como evitar a famigerada corrosão galvânica:

Podemos isolar as peças de materiais diferentes com tinta, neoprene, fitas dupla face, borracha, etc. O pensamento deve ser o mesmo que temos quando vamos isolar um fio que conduz eletricidade.

Olhal de inox com junta de borrachaPara fixar o suporte da antena (inox) ao mastro (alumínio), utilize entre as peças a fita dupla face VHB da 3M. A fita adesiva, além de auxiliar a fixação, isola um metal do outro, dificultando a corrosão galvânica. Antes de aplicar a fita, as superfícies devem estar isentas de sujeira e umidade.

Já para fixar o olhal de inox (na foto ao lado) em uma superfície de alumínio, utilize junta de borracha.

Na reforma do Mythos tive que retirar os postinhos do guarda mancebo, que são em alumínio fundido (original da Fast), dos suportes que ficam aparafusados no convés com parafusos inox. Pinte a parte interna do poste de inoxQuem disse que saiu? Tive que serrar todos os suportes.

Se os postinhos forem de alumínio e a base de fixação em inox, ou o inverso, pinte a parte interna das bases para dificultar a corrosão Parafuso e arruela devem ser de inoxgalvânica.  Na foto à direita, uma base de poste em aço inox.

Utilizar parafusos de outros materiais que não em inox, está fora de cogitação. E lembre-se: não só o parafuso, mas a arruela também deve ser de inox.

Na próxima semana vou dar dicas básicas para uma boa especificação na hora de encomendar ferragens para o barco e mostrar algumas fotos das que fiz para o Mythos.

Para outros posts sobre aço inox clique aqui.

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. quarta-feira, 14 outubro, 2009 @ 10:57 am 10:57 am

    Corrosão galvanica o terror dos barcos metalicos.Fico mais atento á questão do isolamento, que eu julgava superfula.

    Curtir

  2. quarta-feira, 14 outubro, 2009 @ 9:12 pm 9:12 pm

    Bah, deletei sem querer do Conjuminando o twitter.com/maracatu e não consigo recolocá-lo. Se der faz por ai. Valeu, Miguel

    Curtir

  3. quarta-feira, 14 outubro, 2009 @ 10:14 pm 10:14 pm

    Conde,

    Que bom que os artigos do Reinaldo serviram para você que está construindo um barco em aço. Fique ligado, ainda tem mais.

    Miguel,

    Você me bloqueou. Só você pode desbloquear, mas é fácil:

    Vai lá no meu perfil em http://twitter.com/maracatu
    e clica em “unblock”, na coluna da direita, abaixo de “Actions”.

    E pros dois, bons ventos sempre.

    Curtir

  4. Paulo permalink
    quarta-feira, 14 outubro, 2009 @ 10:31 pm 10:31 pm

    Fala Reinaldo,
    Estou adorando suas dicas.
    Eu sei que não é o caso, mas aproveito a oportunidade para perguntar: a corrosão também ocorre entre duas ligas diferentes de aluminio, como por exempo a 5083 d casco e uma 60XX de barras ou longarinas?
    Seria necessário o isolamento nesta situação?

    Valeu!

    Paulo

    Curtir

  5. Reinaldo permalink
    quinta-feira, 15 outubro, 2009 @ 3:52 pm 3:52 pm

    Boa tarde Paulo, obrigado por prestigiar as dicas que o Hélio têm passado aqui no Blog.
    Respondendo sua pergunta não haverá problema de corrosão galvânica entre as duas ligas de alumínio citadas, assim como entre duas ligas de aço carbono, duas ligas de aço inox 3XX, etc. O potencial galvânico das ligas são muito próximos, para não dizer iguais, assim não haverá diferença de potencial entre elas.
    Espero ter respondido sua dúvida.

    Abraços,

    Reinaldo Giovannetti (quse Gianecchini)

    Curtir

  6. Paulo permalink
    quinta-feira, 15 outubro, 2009 @ 5:41 pm 5:41 pm

    Valeu Reinaldo Gia…

    Respondeu sim. Agora entendi melhor.
    Aguardarei mais dicas do nosso “Engenheiro Global”

    Abs
    Paulo

    Curtir

  7. segunda-feira, 19 outubro, 2009 @ 11:54 am 11:54 am

    Reinaldo,

    Me inclua fora disso. As dicas são suas, eu só as publico.
    Sacumé, se alguém discordar é o seu que tá na reta 😉

    Paulo,

    Benvindo (acho que agora se escreve assim) a bordo.
    Amanhã, chova ou faça sol, sai o penúltimo artigo da série sobre inox: como especificar ferragens.

    Bons ventos sempre, pros dois

    Curtir

Trackbacks

  1. Esclarecendo alguns pontos, quase enferrujados! « Veleiro Mythos

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: