Skip to content
Anúncios

Odisséia no Oceano de Marte

segunda-feira, 26 outubro, 2009 @ 12:48 pm

1000 Days at Sea - The Mars Ocean Odyssey

Imagine duas pessoas isoladas do resto do mundo, confinadas num pequeno espaço sacolejante, com poucas condições de higiene, vivendo com limitações de mantimentos, convivendo com períodos de tédio absoluto quebrado, às vezes, por momentos de perigo real – inclusive de risco de vida. Isso durante um período de 1 000 dias! Parece a descrição de uma viagem ao planeta Marte, mas a odisséia é aqui na Terra mesmo. Ou melhor, nos oceanos da Terra.

A expedição, apropriadamente batizada de The Mars Ocean Odyssey, começou em 21 de abril de 2007, quando o casal Reid Stowe e Soanya Ahmad largou as amarras da escuna Anne do porto de Hoboken, na baía de Nova York, para uma viagem de quase três anos velejando sem escalas, sem reabastecimento nem noticias do mundo – o barco carrega um telefone por satélite que só é usado para mandar fotos e relatos para a equipe de terra.

O plano era sair dos Estados Unidos seguindo a Corrente do Golfo pelo Atlântico Norte em direção à Europa, depois rumar para o Equador e “gastar tempo” velejando no Atlântico Sul, desenhando um coração com a rota, e descer para o Cabo Horn para o inicio da primeira circunavegação. Aqui tem as instruções para ver a rota já cumprida plotada no Google Earth, inclusive com umas dicas para usar o simulador de vôo que eu nem sabia que existia.

Muita água já passou embaixo da quilha da escuna Anne, de 70 pés (21 m) e 60 toneladas, desenhada e construída por Reid. O único incidente digno de nota foi no 306º dia da viagem: ao largo de Freemantle, na Austrália, Soanya, muito enjoada, teve que desembarcar. De volta à Nova York, deu a luz a Darshen no dia 452 (parece que esqueceram de levar um suprimento adequado de… preservativos). Agora Reid veleja sozinho e já colocou no site do projeto o relato do dia 914. Se não enlouquecer ou quebrar, falta muito pouco, só 86 dias, para a quebra de vários recordes.

Abaixo tem um vídeo-tributo com a música Sailin Away, de Samuel Saint Thomas, e belas imagens em preto e branco dos primeiros 300 dias da viagem.

Pesquei a dica com Paulo, que está construindo o Bepaluhê.

Anúncios
No comments yet

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: