Pular para o conteúdo

Navegando em Brasília

quinta-feira, 17 dezembro, 2009 @ 1:56 pm

Família reunida em João Pessoa

Estamos no Planalto Central, na Capital Federal. Como é bonito o céu de Brasília! Viemos passar as festas natalinas com o braço da família que se radicou por estas bandas há 12 anos.

Meu filho Pablo esta no Sul, mas já encontrei a nora Caetana, Joana e o genro Bené, que, ontem, convidou todos para jantar no Beirute. Pense numa cerveja gelada! Experimentei, e gostei, a Kaiser Gold. É incrível, mas toda vez que vou ao Beirute saio de lá com a pança cheia e com os bolsos entupidos de papel. É batata: em duas horas passaram trocentas pessoas distribuindo filipetas, panfletos e propagandas de peças teatrais, novos bares e eventos mil.

Hoje á noite tem a festa natalina na Confraria do Guilhon, no Clube da Aeronáutica. Uma boa oportunidade de encontrar alguns amigos e os velejadores do DF. Em 2008 estava por aqui e fui à comemoração dos 10 anos da confraria, como você pode conferir aqui.

Maurício Negão no Encontro da ABVCEstou tentando entender a lógica das ruas e endereços dessa bela cidade. Aqui se você quer ir para a direita, entre à esquerda. Se quer subir, primeiro tem que descer. Bené até tentou nos explicar: de um lado do Eixo Monumental estão as quadras pares, como 402 e 612; do outro lado são as impares, como a 106 e 302… Ao que Mara contestou: Pô Bené, desde quando estes números são impares?

O confrade Mauricio Negão, que agora mora a bordo do Alforria e é meu vizinho na Marina Bracuhy, entendendo minha dificuldade de localização (Mara até trouxe o GPS portátil) deu umas dicas de uns butecos expertos que vou experimentar.

Anota aí os endereços:

O Kioski da Rosa – fica no Cruzeiro Novo; entrar na pista que separa o Cruzeiro do HFA (sendo HFA o Shopping Terraço); após deixar o Posto BR pelo través de boreste, guinar 90º também a boreste; depois mais 90º no primeiro canal a bombordo e, por fim, 90º a boreste de novo. Seguir 0,25 milhas náuticas e ancorar no píer a boreste. Pedir a Rosa a costelinha de porco acompanhada de uma Antártica Original.

Viracopos – fica na 703 Norte; navegar pela W-3 Norte até a Disbrave; ao passar pela Disbrave, sentido início-final, o Vira estará no seu través de bombordo. Pedir ao Elias, ou ao Su, a picanha com a cachaça do barril.

Depois eu conto como foi, se conseguir navegar por estes mares inóspitos.

No comments yet

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: