Skip to content
Anúncios

Tuítinhos #3 de 2010

domingo, 7 fevereiro, 2010 @ 10:44 am

Para quem ainda não me segue no twitter, aqui vai uma seleção dos tuítinhos da última semana.

Se for me seguir, faça-o com moderação, pois o Ministério da Saúde adverte: o twitter causa dependência. Mas se quiser assim mesmo, é só clicar aqui.

@luciamalla Incríveis e maravilhosas fotos de baleias cachalote by @echeng: http://www.flickr.com/photos/echeng

Piratas no Maranhão? Veleiro suíço foi parar na praia de Tutóia com 4 homens suspeitos. http://tinyurl.com/yk5d3u9

RT: @Deeercy: Hoje é o dia dos navegantes. Um abraço para os grandes navegadores: Mozilla, Explorer e Google Chrome.

Código Penal pode prever crime de pirataria contra embarcação http://tinyurl.com/yk2a367

A perda do trimarã Ady Gil do Sea Shepherd – por Bárbara Veiga, fotógrafa embarcada no Steve Irwin http://tinyurl.com/ygt74bd

O pior pescador do mundo. Achei no @aratuiateclube http://bit.ly/cX5mvi

RT: @rollingstoneBR: “Valleys of Neptune”, de Jimi Hendrix, está disponível para audição; http://tinyurl.com/ya6wr7u

RT: @melhoresfrases: RT @LazaroFreire “Definitivamente, GPS é a segunda melhor invenção para o carro depois da roda!”

Quer velejar até Fernando de Noronha? Então corra, as vagas são limitadas no Cruzeiro Costa Leste. http://wp.me/p9E59-Pj

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Rafael permalink
    domingo, 7 fevereiro, 2010 @ 2:54 pm 2:54 pm

    Hélio, como tu mais fala de cerveja do que veleja, segue o texto:

    Publicidade iGÚltimo Segundo Economia Esporte TV iG Gente Delas ASSINE Vendas 0800 644 1331 Acesso Internet Suporte Antivírus SAC
    enhanced by Google Home Comidas Bebidas Receitas Cozinha A-Z Colunistas Delas Home iG › Comida› Bebidas › Notícias Temas do momento: Viagem ao mundo em 1.700 cervejas
    Guia mapeia 800 cervejarias, técnicas de degustação, harmonização e história de loiras, ruivas e morenas…
    Viviane Zandonadi, iG São Paulo | 18/12/2009 00:00
    Mudar o tamanho da letra: A+ A-

    Foto: Getty Images
    Novo guia mapeia 800 cervejarias do mundo. Algumas são brasileiras

    Esta repórter está longe de ser uma especialista em cerveja e, ao contrário de boa parte dos brasileiros, nem ao menos é apaixonada pela bebida. Quando porém se viu presa em casa com dor de garganta e a chuva de primavera-verão que castigava mais uma vez a cidade de São Paulo, acabou virando as páginas de um novo livro sobre o tema.

    “Para servir uma Guinness cremosa perfeita é preciso tempo e talvez um pouco de paciência”, aprendeu. “Deve ser servida em duas etapas lentas que podem levar cerca de dois minutos. Não é raro os pubs na Irlanda terem uma fileira de copos parcialmente cheios no balcão antes de abrir as portas, para acabar de enchê-los quando os fregueses chegarem.”

    A Guinness é uma stout seca, de sabor infalivelmente tostado. Stout? É. Trata-se de um estilo de cerveja preta feita com grãos torrados. Mais adiante, a leitora é informada que a cor escura e o característico sabor cremoso desse tipo de cerveja são resultado do uso abundante de cevada, “tostada num tambor gigantesco, impregnando o ar de deliciosos aromas de café tostado”.

    De acordo com seus editores, O Livro da Cerveja é indicado para iniciados e também para iniciantes. Sendo assim, a repórter que evidentemente faz parte do segundo grupo entrega aqui suas impressões.

    As fotos são chamativas. Os textos, em geral curtos e sem excessos, entram no assunto em linguagem descomplicada.

    Organizado por um bebedor de cerveja profissional (crítico, escritor e comentarista do assunto) chamado Tim Hampson, O Livro da Cerveja não deixa de ser também um guia de viagem.

    A trajetória começa no capítulo Principais Países, onde figuram Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Bélgica e República Checa, todos com roteiros para visitar cervejarias e informações sobre o processo de produçao dos diferentes tipos de bebida.

    Tim Hampson diz que gostaria que mais pessoas entendessem que “a cerveja é capaz de alcançar uma complexidade muito maior do que o vinho”. Dedica-se a isso escoltado por outros doze colaboradores homens e apenas uma mulher. Todos autores envolvidos com a escrita sobre assuntos gastronômicos.

    Ao todo são mapeados 800 produtores e 1 700 rótulos, da mais dourada ale às cervejas finas feitas pelo método champenoise. Mais de 350 páginas de cultura cervejeira, termos típicos, estilos, técnicas de degustação e harmonização e fotos.

    Entre as “cervejas pelas quais vale a pena viajar”, figuram quatro rótulos do Brasil. A Stout (agora já sabemos o que o termo significa), da Baden Baden, de Campos do Jordão; a fluminense Devassa, descrita assim: “nome ousado, qualidade europeia e sabor refinado”; a catarinense Eisenbahn e a pernambucana Nobel, comprada pela Schincariol há alguns anos.

    Editado pela Dorling Kindersley, O Livro da Cerveja sai no Brasil com o selo da Nova Fronteira.

    O Livro da Cerveja
    Edição Dorling Kindersley
    Organizador: Tim Hampson
    350 páginas, 89,90 reais

    Curtir

    • sexta-feira, 19 fevereiro, 2010 @ 12:53 pm 12:53 pm

      Pô Rafael,

      Este comentário tá mais pra propaganda de livro. Gostei do que li, mas, como toda lista é pessoal, não acho que valha uma viagem à Pernambuco só para tomar uma Nobel. A catarinense Eisenbahn já provei e não gostei. Hoje a minha preferida é a Itaipava, que sempre está em promoção nos mercados próximo à Marina Bracuhy. Como não sou um bebedor de cerveja profissional (muito menos crítico, escritor e comentarista do assunto), vou mais pela quantidade que pela qualidade.

      De onde você tirou essa ideia que falo mais de cerveja do que velejo? Às vezes velejo e sempre tomo cerveja e não só falo.

      Bons ventos sempre,

      Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: