Pular para o conteúdo

Refinando o paladar

terça-feira, 5 outubro, 2010 @ 6:47 pm

Até Mara toma o vinho de Rioja

Estamos passando muito bem desde que chegamos à península ibérica, especificamente na Catalunha – esta “nação dentro de uma nação”, com sua língua própria e dividida em quatro províncias: Barcelona, Tarragona, Lérida e Gerona.

Nossa estadia, e lá se vai quase um mês!, tem sido econômica. Não gastamos com hotel, costumamos almoçar com o pessoal do restaurante de mi capitán Jordi – que tem uma qualidade incrível e fica em frente à marina onde o Ferrara está estacionado -, e normalmente nos locomovemos de trem (em media, 3 € a passagem). Difícil está sendo arrumar vontade de ficar na frente do lepitópi.

Quando passamos o dia fora, visitamos um Carrefour e saímos de lá com uns queijos deliciosos (eu prefiro o manchego viejo de ovelha, Mara vai de azul – o queijo, não a companhia aérea), mais algumas fatias bem fininhas de jamón serrano (presunto cru), pão que faz “creck-creck” e uma indefectível botelha de vinho espanhol (os portugueses deixaremos para experimentar quando chegarmos em Lisboa na próxima semana). Depois é só procurar um banco de praça na sombra, o resto dos passantes prefere o Sol ameno deste inicio de outono, e fazemos um delicioso pic-nic. Ou seria pic-chique?

Quando comemos em “casa”, rapidinho Mara faz algo para pica-pica, o famoso tira-gosto, ou abre algumas latas e serve com frutos do mar. Como na foto acima: alcachofras, aspargos, milho verde e mexilhões, que têm um sabor diferente do nosso, comprados fresquinhos no mercado aqui do lado.

Tem uma frase de um dos mais populares poetas da Espanha, Antonio Cipriano José Maria y Francisco de Santa Ana Machado y Ruiz, que diz mais ou menos assim: “Onde houver vinho toma vinho. E se não houver, rapaz, o que custa beber água gelada?”. Não sei se Machado chegou a tomar água antes de morrer de desgosto ao fim da Guerra Civil espanhola, mas de minha parte só tenho tomado vinho.

Os de Rioja, região ao Norte que concentra famosas bodegas com denominação de origem classificada, são os meus preferidos. Tem um de Labastida, uma vila histórica aos pés da Sonsiera Riojana, onde as videiras centenárias ainda produzem uvas das variedades tempranillo, graciano e gamacha, que sempre tenho a bordo. Quando degustamos este vinho nos encontramos com uma cor roxa cereja com tons violáceos. No nariz tem um aroma frutado próprio da variedade gamacha e na boca é suave, redondo e cálido.

Você tomaria um vinho de 5 reais? Pois aqui é comum se encontrar nos supermercados vinho por este valor. Ainda estou refinando o paladar, que não é culto o suficiente para sentir o que aprendi no rótulo do vinho, mas posso garantir que minha dose diária de uma garrafa, a menos de 2 euros, não dá nem um pingo de ressaca.

11 Comentários leave one →
  1. Flávia permalink
    terça-feira, 5 outubro, 2010 @ 8:33 pm 8:33 pm

    Inveja boa! Gostay dopost e da vida, que sorri com simplicidade aos olhos e ao jeito de quem sabe ver e vivê-la.
    Beijo, querido.

    Curtir

  2. diariodoavoante permalink
    quarta-feira, 6 outubro, 2010 @ 10:26 am 10:26 am

    Amiiiigo, deu para sentir o sabor e o cheiro do vinho saindo da tela do computador.
    Grande abraço e aqui em Natal a vida esta muito dura com os quase 30 barcos que vieram de Noronha.
    Nelson

    Curtir

  3. quarta-feira, 6 outubro, 2010 @ 12:47 pm 12:47 pm

    Olá Hélio e Mara,

    Que bom que voces estão “curtindo” muito aí. O melhor da vida são as coisas simples das quais gostamos. E, na Europa, há muitos bons vinhos por preços que para nós soam irrisórios.
    Tudo de bom para vocês,

    Beltrão.

    Curtir

  4. miriam permalink
    quarta-feira, 6 outubro, 2010 @ 1:06 pm 1:06 pm

    Meninos que delicia de vinho hein! Adorei, pude até sentir o gosto daqui. Mara o brinco é muito bonito, adorei. Até a volta. bjs pros dois

    Curtir

  5. José André Zanella permalink
    quinta-feira, 7 outubro, 2010 @ 7:54 am 7:54 am

    Helio,

    A descrição de um vinho riojano, feita por um cervejeiro juramentado, dá uma interessante dimensão aos prazeres de Baco.

    Estamos em Natal, na ótima companhia do Nelson, Lucia e demais amigos do Iate Clube do Natal, aguardando o momento de zarpar para o Caribe, após Europa, para, assim como vocês, saborear deliciosos vinhos.
    Grande abraço, extensivo à Mara.

    Zanella e Zanellinha

    Curtir

  6. quinta-feira, 7 outubro, 2010 @ 12:00 pm 12:00 pm

    Hélio, voce me transportou de volta à España “pela boca” (ou será pelo estomago?) depois de viver aí por quase 15 anos. Quando a situação apertava comíamos camarão cosido e vinho espumante, quando folgava, ” jamón Pata Negra y bueno Rioja reserva”. Y así íbanos tirando, siempre con pan, aceite, tomate y ajo…
    Um abraço a voce e a Mara (cujos pais os conhecí na década de 1980 no Bracuhy)

    Marcos Fonseca

    Curtir

  7. Angela Garcia permalink
    quinta-feira, 7 outubro, 2010 @ 9:11 pm 9:11 pm

    que aprovechen!
    bjs nocês

    Curtir

  8. Juvenal permalink
    sexta-feira, 8 outubro, 2010 @ 7:46 am 7:46 am

    Hélio, vc está evoluindo da cerveja para o vinho. Degustar é uma arte vc, chega lá, só que aqui o valor desses excelentes vinhos tem uma casa a mais em euros. Aproveite porque como já dizia um velho velejador o melhor depois de uma joranda está em terra.

    Curtir

  9. sexta-feira, 8 outubro, 2010 @ 1:44 pm 1:44 pm

    Caro Hector e Mara
    Que boas lembranças que tenho de Formentera, esses dias eu estava muito feliz com você e Jordi.
    Eu gosto que vos entraria em contato comigo antes de sair.
    Fico feliz que você tenha tido tanta diversão nos dias de hoje, na Catalunha, e eu gostaria de oferecer minha casa e minha empresa, mas não sabia como entrar em contato.
    Esta é nossa última chance. Se você não concordar, eu espero vê-lo novamente em breve em outros lugares do mundo.
    Um grande abraço, com amor.
    Mercè.

    Curtir

  10. Rubens permalink
    quarta-feira, 13 outubro, 2010 @ 12:07 am 12:07 am

    Graaande Helio e Mara,

    Ha quantos anos, desde os tempos da Fundacao Getulio Vargas… Pelo visto, a vida anda muito boa procês. Que bom. Beijo enorme ao dois.

    Rubens

    Curtir

  11. miriam permalink
    domingo, 17 outubro, 2010 @ 9:12 pm 9:12 pm

    né por nada não, mas já estão no bracuhy pra mais de hora, iiiiiiii já inté cumeran churrasco, e nada de novideis no brog. Alouuuuu, fala séria né não!
    benvindos mara e hélio
    tava cum sordade bjs miriam

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: