Skip to content
Anúncios

Efeito Borboleta

domingo, 14 novembro, 2010 @ 10:52 pm

No Atlântico na posição 10º 29´ N - 25º 10´ W

Teoria do caos parece nome de banda de rock e tem até um barco nomeado assim lá pras bandas de Paraty, mas para a física e a matemática é a hipótese que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos. Já efeito borboleta é um termo que se refere às condições iniciais dentro da teoria do caos, o efeito da realimentação do erro nesses sistemas, ou seja, uma dependência sensível dos resultados finais às condições iniciais da alimentação dos dados. Sabe a teoria segundo a qual um leve bater das asas de uma borboleta na Paraíba pode gerar um tufão no Japão uma semana depois?

Lembra dos filmes Efeito Borboleta? A trilogia que trata da possibilidade de um individuo – Ashton Kutcher, no caso do 1º filme que estreou em 2004 -, voltar no tempo e modificar seu passado, no que altera o presente e consequentemente seu futuro. O filme não é um bom exemplo da teoria do caos, pois o personagem mudou seu passado radicalmente, ou seja, alterou drasticamente as condições iniciais. Assim não foi o simples bater das asas de uma borboleta e sim, como canta Alceu Valença, um vento de assanhar cabeleira.

Veja o texto que pesquei na Wikipédia: “Em 19 de fevereiro de 1998, computadores do sistema de previsão de tempestades tropicais dos Estados Unidos diagnosticaram a formação de uma tempestade tropical sobre Louisiana em três dias. Sobre o Oceano Pacífico um meteorologista daquela agência descobriu que havia uma pequena diferença nas medições executadas, e que estas poderiam prever uma pequena diferença no deslocamento das massas de ar. A diferença foi detectada através de uma movimentação do ar em maior velocidade na região do Alasca. Em função das diferenças, houve uma realimentação de dados nos computadores, estes refazendo os cálculos previram que a formação da tempestade tropical em Lousiana não ocorreria, mas haveria sim a formação de um tornado de proporções gigantescas em Orlando, na Flórida, o que realmente ocorreu em 22 de fevereiro de 1998”.

Voltando ao efeito borboleta, o bater de asas da borboleta igualmente pode evitar um tufão que poderia ser formado sem a sua influência. Complicado, né? Tudo isso significa que o resultado final é determinado por ações interligadas de forma quase aleatória. É por esse motivo que as previsões meteorológicas não são perfeitas, pois não há medidas exatas de muitas das variáveis envolvidas, como pressão, temperatura, velocidade do vento, umidade, etc.

O homem do mar sabe disso há muito tempo e tem até o ditado que diz “se queres mentir, fala do tempo que há de vir”. Aí eu pergunto: então porque não chamar quem estuda o clima de menteorologista?

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Reinaldo permalink
    terça-feira, 16 novembro, 2010 @ 4:39 pm 4:39 pm

    Hélio menino de Deus, vc começou com a teoria do caos e terminou com o “menteorologista”, como diz o povo de Salvador: “Afe”!
    Para questões de previsão do tempo deixe destas coisas de cibernética e consulte o calo do Tio Didi, se o calo estiver doendo é chuva na certa..

    Curtir

  2. quarta-feira, 24 novembro, 2010 @ 1:17 pm 1:17 pm

    …”MENTEROLOGISTA”…

    Hélio, só você mesmo pra tirar essas da caixola…

    Abraços 😉
    Fernando Previdi

    Curtir

  3. quinta-feira, 27 janeiro, 2011 @ 10:55 pm 10:55 pm

    Reinaldo,

    O Tio Didi ou a Pedra do Tempo, conhece? Se não, clica aí.

    Fernando,

    Isso é culpa do ócio. Pelo menos o meu é criativo, né não?

    Bons ventos pros dois, sempre.

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: