Skip to content
Anúncios

A marinização da Camila – o terceiro dia

sexta-feira, 28 janeiro, 2011 @ 12:07 am

Saco do Céu ao amanhecer

Este é o quinto de uma serie de posts onde descrevo a historia da tripulante Camila, uma aplicada aluna do Curso de Marinização de Mulher – clique aí para os outros relatos.

Rapel na FeiticeiraEstabelecemos a rotina a bordo: acordar cedo, tomar um café reforçado, fazer alguma caminhada e, lá pelo meio da tarde, se refestelar com um almoço ajantarado.

Logo que deixamos o Saco do Céu ancoramos na Praia da Cachoeirinha, na Enseada das Estrelas (adoro este nome). A ideia é seguir uma trilha de 30 minutos até a Cachoeira da Feiticeira. Os relatos da marinização da Camila estão parecendo um guia turístico da Ilha Grande, mas se você não sabe onde a cachoeira fica, aqui tem o mapa da mina.

Sol de rachar coco, um calorão danado. Espertamente aleguei que deveria ficar tomando conta do Astral e a first mate Mara se prontificou imediatamente a guiar nossos charteiros. Eles se divertiram um bocado e a novidade é que agora tem até rapel molhado. Depois Mara me contou que na subida ferveu o radiador de Zé Epifânio. Nada que uma parada para ver a vista não resolvesse.

Zé Epifânio ferveu na trila da cachoeira

Vamos agora para mais uma lição de marinização: abastecer o barco. Não que Camila tenha errado nos mantimentos, que, aliás, foram na medida certa, mas sumiu uma caixa de cerveja a bordo (eu juro que não tenho nada com isso), o gelo está perto de acabar (o barco tem também geladeira 12 volts) e precisamos mesmo é de Vodca, limão e açúcar para a famosa Caipirosca da Laurinda (não conhece? Pois aqui tem a receita).

Zé e Camila na vila do AbraãoEntão fizemos uma escala na vila do Abraão, que estava lotada com os passageiros de um navio. Nossa, parecia que a Ilha Grande estava adernada (Camila, veja o significado do termo técnico no glossário do MaraCatu).

Passamos um perrengue digno de nota na volta para o barco: uma escuna gigante, com um som nas alturas, saiu do píer de ré em alta velocidade e quase nos atropelou. Camila estava pronta pára pular n´água e, por sorte, um tripulante escutou os gritos de Mara. Foi por um triz. Quando o condutor irresponsável engatou a vante, chegou a embarcar água no botinho. Ufa! Não estava programado, mas caiu bem no curso de marinização. A regra é: não entre em pânico e nunca – em hipótese alguma! – abandone o barco!

Depois de um peixe frito de trira-gosto no Abraão, o almoço só saiu na Enseada de Palmas, onde pernoitamos. E eu que achava que com um casal de cearenses a bordo, só comeria baião de dois, jabá com jerimum e outras iguarias nordestinas, tive uma surpresa. Mara foi novamente para a cozinha e o cardápio foi 1 quilo de lagosta (já limpa!) grelhada, também importada via aérea de Fortaleza.

CamilaPalmasNoite linda, mar chão, os pimpolhos se deliciaram e passei todo o happy hour fazendo um litro de Laurindas. Antes, Camila teve que ir nadando até um barzinho flutuante, como uma lontra,  à cata de canudos para mexer as caipiroscas. Zé Epifânio só sentiu o efeito dos excessos no dia seguinte, na Praia de Lopes Mendes.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. José André Zanella permalink
    sexta-feira, 28 janeiro, 2011 @ 5:47 pm 5:47 pm

    Hélio,
    …almoço ajantarado… é ótimo. É o “brunch” atrasado?
    Parabéns a vc e Mara, que se mostram ótimos instrutores de marinização feminina!
    Abraço!

    Curtir

    • terça-feira, 22 fevereiro, 2011 @ 7:02 pm 7:02 pm

      Zanella,

      Adorei o brunch atrasado. Grato pelo comentário.
      Bons ventos pelas ilhas caraíbas, sempre.

      Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: