Pular para o conteúdo

Feijoada Carioca

quarta-feira, 16 março, 2011 @ 12:54 am

FeijoadaCarioca

Este post é dedicado a Lourdes, que faz aniversário hoje.  O tradicional almoço das quartas-feiras no BowTeco vai ser… feijoada! Tudibom Lourdes, muitas felicidades.

Certa vez uma amiga me falou que sou feijão positivo. Hilda, que apelidei de “Furacão”, tinha razão. Adoro o prato que é preferência nacional.

Reza a lenda que o acepipe foi um legado dos negros escravos africanos. Como os portugueses evitavam as partes menos nobres do porco – orelhas, rabo ou pés -, isso servia para reforçar a alimentação dos escravos que labutavam nos canaviais nordestinos. A sacada deles foi cozinhar tudo junto com o feijão e acrescentar pimenta e a farinha de mandioca, a base da alimentação dos índios tupi-guarani. Das senzalas para as casas grandes dos senhores de engenho, foi um pulo. Pra nossa sorte.

Como bom nordestino, gosto mais da feijoada de feijão-mulatinho. Na Bahia, quando é usado o feijão preto na receita, o acepipe é denominado feijoada carioca. Como a que fiz, na foto acima: com fatias de paio e linguiça tipo calabresa, pedacinhos de carne, bacon, alho, folha de louro e realçador de sabor glutamato monossódico. Uma refeição rápida e deliciosa, se bem que de difícil digestão.

A feijoada é um prato tipicamente brasileiro, é o símbolo da culinária nacional. Porém, e sempre tem um porém, não é todo brasileiro que sabe fazer. Então clica aí para a minha receita de feijoada carioca.

FeijoadaFuginiLembra-se do Pão Delícia da Catarina? Pois minha receita é simples como a dela.

É assim:

  • Remova parcialmente a tampa protetora da bandeja
  • Leve-a ao microondas por 3 minutos (potência média-alta)
  • Consumir em seguida
  • Serve uma porção de 400g

Dicas importantes: como existem diferenças de potencia entre os vários microondas, ajuste o tempo e a temperatura ao fazer a receita pela primeira vez. Cuidado ao retirar o produto do microondas. Use luvas e apoio adequado.

Ah sim. Minha feijoada não necessita refrigeração, é envasada e cosida sob vácuo sem adição de conservantes e para o preparo em forno convencional, basta retirar da embalagem original e esquentar em banho-maria por 10 minutos.

Bon appetit!

No comments yet

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: