Skip to content
Anúncios

Mar Vermelho 2011 – Old Suakin, a cidade ilha

sábado, 23 abril, 2011 @ 11:08 am

OldSuakin

Parece uma cidade arrasada por um terremoto. Tirando uma ou outra casa e os minaretes da mesquita, não sobrou pedra sobre pedra. A vista é chocante. A primeira menção à cidade de Suakin data do século 10 antes de Cristo, quando o faraó Ramsés III a usou como um porto comercial. Muitos anos depois, entre 1428 e 1429, Suakin se tornou a escala mais importante da costa africana no Mar Vermelho.

OldSuakinPortal

Sawakin, seu nome em árabe, significa moradores. Reza a lenda que a pequena cidade insular serviu de prisão para onde o profeta Sulayman ibn Daud, conhecido no antigo testamento como Rei Salomão, bania os demônios. Há registro que em 1540, durante o domínio do Império Otomano no Egito, uma flotilha portuguesa comandada por Stefano da Gama ancorou na baía antes de atacar Suez. Um desenho feito por um membro da tripulação mostra o porto na ilha “que é toda uma cidade, e toda a cidade é uma ilha”.

OldSuakinMesquita

A cidade ilha, localizada entre Port Sudan e Massawa na Eritréia, com sua baia abrigada e ligada ao Mar Vermelho por um canal estreito e comprido, é uma ancoragem perfeita. Foi lá que embarcamos no veleiro-escola Fraternidade e encontramos as tripulações dos barcos participantes do Vasco da Gama Rally.

Clique aí para continuar lendo.

OldSuakinTais

O declínio de Suakin começou com a chegada dos navios movidos a carvão. Seu canal estreito e infestado de arrecifes não era adequado aos resfolegantes grandes navios da época. Entre altos e baixos, exceto a alfândega e a antiga casa do governador, a hoje Old Suakin está em ruínas. As casas feitas com pedras de coral e sem argamassa, quase todas de dois ou mais andares e com amplas janelas de madeira ricas em detalhes, não resistiram ao tempo e ao abandono final por volta de 1906, quando da construção do novo porto em Port Sudan, 40 milhas ao Norte.

OldSuakinHotel

Old Suakin, mesmo um monte de pedras de dar pena, é única e totalmente diferente do resto do Sudão. Apesar da falta de dinheiro, a restauração deste sítio histórico começou timidamente com a chegada de um técnico da Turquia. Inshallah, queira Deus em árabe, que a história de Old Suakin possa ser reescrita.

OldSuakinMinaretes

Para saber mais leia o artigo, em inglês, de Robert Berg na Saudi Aramco World.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. segunda-feira, 25 abril, 2011 @ 3:27 pm 3:27 pm

    Adorei ler esta matéria! Assim com adoro acompanhar as viagens do MARACATU. Gostaria eu de ter esta coragem de viajar pelo mundo e fazer o que fazem.Alás,sou fâ de todos os velejadores e os acompanho pelo twitter ou pelo saite.”velejando net.Como o ” AQUARELA” da Cristina e outros.PARABÉNS!Que Deus os protejam.@opequeno_jose

    Curtir

  2. ADRIANA BACELAR SCHETTINI permalink
    quinta-feira, 5 maio, 2011 @ 4:44 pm 4:44 pm

    OLÁ PARA TODOS. AMOR, APOS FALAR C VC, O CORAÇAO BATE MAIS FORTE, O CORPO ESQUENTA E BATE UMA AGONIA , VONTADE DE ESTAR C VC NESTE MOMENTO, E SEI Q NAO POSSO, AI VEM UMA SENSAÇAO SUFOCANTE, SE NAO FOSSE POR SABER, Q VC JA ESTA DE VOLTA, NAO ESTARIA AGUENTANDO, POR ESSE MOTIVO,” A POSIÇAO ANTERIOR”, AINDA ESTOU UM POUCO CONFUSA COM AS NOVAS IDEIAS
    (POREM ANTIGAS, E JA ESQUECIDAS) ELAS AINDA ESTAM SE FUNDINDEM NA MINHA MENTE, SO SEI Q A ESPERA , MACHUCA, AI VEM O SEU AMOR ME FAZENDO CARINHO E ADORMEÇO….

    Curtir

Trackbacks

  1. O veleiro escola Fraternidade na Antártica | MaraCatu blog

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: