Skip to content
Anúncios

4ºJeri Sport Music Festival – A regata

segunda-feira, 10 outubro, 2011 @ 8:05 pm

PracaJeri

É uma maratona. A concentração é por volta de 9 horas da manhã na pracinha inacabada na Rua Principal de Jericoacoara, na costa Oeste do Ceará. Alguns ainda faziam a inscrição minutos antes da largada do rali pelas dunas do Parque e pela praia até o Preá, vilazinha 13 km no rumo Leste.

D20PracaJeri

A turma do kite vai amontoada numa “dêrrinte” – ou D20, aquela camionete da Chevrolet, mas que na gíria local designa qualquer veículo de transporte de pessoal. A do wind, com equipamentos volumosos, ocupa mais duas D20s e a comissão de regatas e a imprensa segue em outra. Eu falei rali? Pois é assim que sempre começa a Regata Jeri Sport Music Festival, um down wind entre as duas cidades, que rolou no último sábado 8.

LargadaKite

No Preá, enquanto os atletas montam o equipamento, outros competidores vão chegando de bugue. A praia fica coalhada da pranchas e o céu colorido de pipas. No breafing, um pouco tumultuado com as brincadeiras da turma, ficou decidido que os 37 kites inscritos largam primeiro, depois do segundo tiro, e em seguida os 11 atletas de windsurfe. A maioria dos velejadores é formada por moradores locais, mas aqui e acolá escuto um falando em inglês, outro em francês e outros ainda em espanhol.

LargadaWind

Mas nem tudo aconteceu como o previsto. Logo no primeiro pipoco de um morteiro, que seria o tiro de atenção, as pipas saíram desenfreadas num sólido vento de 25 nós. Assim que os meninos do wind romperam as ondas, eles largam da praia, foi a nossa vez de entrar na dança. A CR e a imprensa correram para a D20, que partiu desembestada pra linha de chegada, montada com uma bandeira vermelha num pau fincado na praia principal de Jeri. Perdemos a corrida, com o vento a favor a turma das velas e das pipas anda muito mais que uma sacolejante camionete. Quando chegamos no través da Pedra Furada, um dos cartões-postais da região, mais da metade da turma já havia passado.

ChegadaRegata

O primeiro atleta a chegar foi o kitesurfista José Ecivaldo, que cumpriu o percurso em 12 minutos. Depois chegaram Antônio Carlos Guedes, o Cacá, e Felipe Dias dos Santos. No windsurfe o campeão foi Francisco Samuel Teixeira, o Sassá, seguido por Luiz Domingues, o Sinhô, e Francisco José. Por sorte um fotógrafo, que não foi à largada, registrou tudo e a CR pode tirar qualquer duvida – que pode surgir nesta hora, principalmente quando há premiação em dinheiro: o 1º lugar de cada classe leva R$150, o 2º fica com R$100, o 3º ganha R$ 50 e todos recebem vários brindes.

RegataMeninas RegataFranciscoJose
RegataKite RegataWind

Ainda houve um troféu especial, todos foram confeccionados pelo artesão Bin Lata, para as meninas que competiram: as argentinas Andrea, que também ajudou na organização, e Mercedes mais a velejadora nativa Claudia. Fica uma sugestão, como se faz na Refeno: homenagear também o velejador mais jovem na raia, no caso o destemido kitesurfista Francisco José, de apenas 14 anos. Essa moçada começa realmente cedo, não é à toa que proporcionalmente ao numero de habitantes, Jericoacoara é a cidade com mais velejadores profissionais no campeonato mundial de windsurfe.

SassaDepois da premiação tirei dois dedos de prosa com o vitorioso Sassá que, enquanto saboreava uma caipirinha frozen do Cyber Cachaça, desabafou que o “Sport” do nome do evento deveria ser mais incentivado. “O premio em dinheiro podia ser maior, por conta do preço do equipamento. Não tinha um bote para resgate e um dos windsurfistas quebrou a base do mastro, se agarrou à vela e acabou perdendo a prancha. Maior prejuízo”, falou o campeão coberto de razão. Seis kitesurfistas tiveram problemas e não completaram a prova. Essa moçada consegue o equipamento como doação ou parte do pagamento de aulas para os gringos que lotam Jericoacoara na temporada dos ventos fortes, entre setembro e outubro.

O Jeri Sport Music Festival – O Encontro das Artes, em sua 4ª edição, já faz parte do calendário turístico da charmosa vila cearense e sua regata tende a ficar cada vez melhor. Esses pequenos detalhes, tenho certeza, podem ser facilmente corrigidos, pelo menos no que depender do empenho de Leandro de Souza, que integra a comissão de regatas.

Agora vem o melhor: no ano que vem tem mais!

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Celso permalink
    quarta-feira, 12 outubro, 2011 @ 7:48 pm 7:48 pm

    FALA TARADO DE TARITUBA!!!!! Não vá arrumar uma confusão destas por ai….
    Um grande abraço,
    Celso

    Curtir

  2. sexta-feira, 28 outubro, 2011 @ 10:31 pm 10:31 pm

    Celso,

    RáRáRá, já leu minha coluna na Revista Náutica, né?
    Depois eu conto este causo aqui também.
    Bons ventos sempre,

    Curtir

  3. segunda-feira, 27 fevereiro, 2012 @ 11:05 am 11:05 am

    Sem dúvida o destino de viajem Jericoacoara é um daqueles que ninguém se arrepende ter visitado, pelo contrário sempre volta… algumas dicas importantes referente banco, caixa eletrônica, como chegar em Jeri, viajar de carro próprio e outras, você pode ver sem compromisso aqui: http://jericoacoara-brasil.blogspot.com/

    Curtir

    • terça-feira, 28 fevereiro, 2012 @ 4:06 pm 4:06 pm

      Frank,

      Grato peolo comentário. Concordo contigo, tanto que já voltei à Jeri mais de 5 vêzes.
      Senti falta no teu blog, no “Jericoacoara passeios” o aluguel de quadriciclo. Fiz uma passeio com o Beto, da cereperia Naturalmente, que foi show de bola. Recomendo.

      Bons ventos sempre,

      Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: