Skip to content
Anúncios

Direto do túnel do tempo

sexta-feira, 22 fevereiro, 2013 @ 11:29 am

VelaMar24

Mexendo nos arquivos náuticos que meu sogro Blumer deixou, tudo organizadinho em pastas etiquetadas, olha só a pérola que achei. Direto do túnel do tempo: um folder de propaganda do lançamento do VelaMar 24/2, projeto de Antônio José Ferrer, o Tuzé, fabricado até 1986 pela Carbrasmar.

Para quem não lembra, o VelaMar 24 é uma “evolução” do Gaivota 23, também projetado por Tuzé, que tem o espelho de popa reto e o leme externo. Já o VelaMar 24, como lembra Nelson Ilha no fórum da Náutica, tem a popa lançada e o leme com túnel, daí a diferença de um pé entre os dois. As quilhas também são diferentes, a do Gaivota tem menos calado e é mais longa no sentido proa/popa. A do VelaMar é fin keel de 1,30m (depois foi lançada a quilha scheel de 0,90m, com uma espécie de semi bulbo na ponta). O convés é praticamente o mesmo e o forte em ambos é o cockpit, que é enorme.

Ganha uma cartola (não o adereço de cabeça e sim a sobremesa – para quem não conhece, aqui tem a receita dessa iguaria nordestina) quem descobrir quem é a garota de cabelos longos no leme do VelaMar da foto acima (clique na imagem para ampliar). E ganha uma porção em dobro quem souber quem é o rapaz de chapéu branco, em pé na entrada da cabine. Bom apetite!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. sexta-feira, 22 fevereiro, 2013 @ 12:54 pm 12:54 pm

    é a monica blumer, boa vou querer minha cartola!!!

    Curtir

  2. Heinz Robert Borger - ex AIEV II permalink
    sábado, 23 fevereiro, 2013 @ 5:03 pm 5:03 pm

    Saudades de AIE, nosso primeiro veleiro, comprado completamente reformado na Carbrasmar(Velamar).
    Várias viagens RIO-ANGRA – Ilha Grande e. Nas horas vagas era usado para caça submarina (ainda era permitida). Ficava no ICI enquanto não estava navegando
    Helene e Heinz

    Curtir

  3. Roberto Rodrigues permalink
    terça-feira, 26 fevereiro, 2013 @ 1:02 pm 1:02 pm

    Hélio
    Vou “chutar”. Ela se parece com a Mara, mas o de chapéu, se for você, o tempo fez um estrago danado kkkkkkkkk.
    Tive um Gaivota e também tenho saudades. Espaço era o que não faltava para um barco desse tamanho. Derivava um pouco em ventos leves. Só não era muito confiável para o mar alto, mexido, porque podia entrar uma onda e ia para dentro da cabine (mudaram no Velamar a entrada da cabine, com um cockpit mais profundo). Aumentei a saída de água (esgotamento) e tinha que colocar uma “mini comporta para igualar o cockpit” nessa entrada, coisa facinho de se resolver.
    Abraço e bons ventos sempre.

    Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: