Skip to content
Anúncios

Seco para sempre

quinta-feira, 28 fevereiro, 2013 @ 12:12 pm

Algumas pessoas são como o São Tomé, têm que ver para crer. Pois eu vi. Não a Luz, mas o vídeo de apresentação do Ultra-Ever Dry, um produto superhidrofóbico (repele água) e oleofóbico (repele hidrocarbonetos líquidos). Lembra-se do antigo Scotchguard, que usávamos para impermeabilizar os toldos e capotas a bordo? Pois ele vai ficar no chinelo.

A UltraTech International Inc., a empresa que produz o "Ultra-Sempre Seco", diz que usa nanotecnologia para criar um "revestimento" que irá repelir quase qualquer líquido, criando uma barreira de ar na superfície pulverizada com o produto.

UltraEverDry

Note que é só uma propaganda e devemos ficar com um pé atrás (no vídeo, as luvas de trabalho são incompatíveis, a da mão direita – “sem"– é de couro com acabamento em camurça e a da mão esquerda– "com"– é mais fina, tem um acabamento melhor), é caro pra chuchu (o Top Coat custa quase US$ 100 por litro), mas já estou delirando com as muitas aplicações desse produto a bordo: além das luvas para o trabalho sujo, aplicaria no tecido dos sofás e almofadas, nos toldos e capotas, no acrílico do dog house, nos painéis solares (evita a aderência de sujeira), nos motores elétricos e ferramentas (é anticorrosivo, já que repele água e umidade), no mastro quando em navegações em altas latitudes (sem água, não forma gelo) e até no fundo do casco. Imagine um veleiro de regatas, sem tinta venenosa, com o casco lambuzado com o "Ultra-Sempre Seco", como a água não é mais um empecilho para o seu movimento pra frente, talvez ele plane como uma lancha (ou então dê uma bela de uma cambalhota)!

Quem mandou a dica foi meu brother Elcio, lá da praia Formosa, em terras paraibanas.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Rafael Guigon permalink
    terça-feira, 12 março, 2013 @ 4:48 pm 4:48 pm

    Fala Hélio, aqui Rafael, do Neverland (nos encontramos no Porto Aquarius).

    Pequeno pitáco técnico. Na verdade o “ultra sempre seco” reduz o arrasto viscoso do casco com a água, que é importante para velocidades reduzidas. À medida que o barco se aproxima da velocidade do casco, a força que governa é o arrasto devido à formação de onda (famoso bigode), que é o que dificulta o veleiro a planar.

    Abraço!

    Curtir

    • sexta-feira, 19 julho, 2013 @ 3:28 pm 3:28 pm

      Olá Rafael,

      Dia desses, chegando na Tapera, passei por você ao longe, saindo no Neverland. Pena que não nos encontramos.
      Eu sei parceiro, esse papo do veleiro planar como uma lancha foi sarcasmo. Mas todos os pitacos são sempre bem-vindos, principalmente os técnicos.
      Bons ventos sempre,

      Curtir

  2. Pablo permalink
    domingo, 5 maio, 2013 @ 11:38 am 11:38 am

    Sem tinta venenosa bondade sua, pois o produto em questão é altamente tóxico
    http://www.treehugger.com/clean-technology/amazing-waterproof-and-oilproof-coating-video.html

    Curtir

    • sexta-feira, 19 julho, 2013 @ 3:32 pm 3:32 pm

      Pablo,
      Sim, eu sei. Leia meu comentário anterior em resposta ao Rafael.
      Além de ser caro, o Ultra-Ever Dry possui um componente cancerígeno. Vixe!
      Em todo o caso, grato pelo comentário.
      Bons ventos sempre,

      Curtir

Em que você está pensando? Deixe seu pitaco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: